Muitas pessoas gostam de enfeitar seus corpos com acessórios e tatuagens, em uma prática conhecida como Body Art, e que ganha mais adeptos a cada dia que passa.

Uma das modificações mais populares e procuradas é o alargador, um acessório que é introduzido no lóbulo da orelha e serve para aumentar de forma gradativa o furo existente da orelha.

Por se tratar de uma modificação corporal, é importante que o processo seja feito de forma cautelosa e seguindo todas as recomendações de saúde, para evitar infecções, dores e inflamações.

O primeiro passo para quem deseja começar a fazer o alargamento da orelha, é fazer o furo de tamanho normal na orelha, por onde pode passar um brinco, por exemplo. Depois, de forma gradativa, o alargador deve ser trocado por tamanhos maiores, até chegar ao tamanho desejado pelo usuário.

O mais importante é não ter pressa e não forçar o alargamento, pois a orelha pode se machucar. Além disso, antes de começar a realizar o procedimento é necessário ter certeza, pois a orelha não volta ao tamanho normal depois de alargada até certo ponto, a não ser com o auxilio de cirurgia plástica.

O uso de alargadores feitos de material de boa qualidade é primordial, e o usuário deve sempre limpar tanto o orifício que está sendo alargado quanto o acessório, sob risco de contrair infecções.

O alargador 1 mm é o mais básico, pois esta circunferência pode ser introduzida em um furo de tamanho comum na orelha.

Existem diversos modelos de alargador de 1 mm, alguns simples, outros com desenhos e formas diferentes e que complementam a arte. Ou seja, existem modelos para todos os tipos de gosto, permitindo que o usuário escolha exatamente o seu estilo.

A cicatrização completa do orifício alargado demora em média dois meses, e depois deste período é possível trocar o alargador caso deseje um buraco maior. No entanto é aconselhável fazer a troca em um profissional, para evitar problemas.

Postagem Relacionadas: